sábado, 26 de junho de 2010

Lição de vida...Flor do Deserto!

Publicado por: Larissa Fernandes

Ontem a noite fui assistir a estréia do filme Flor do Deserto, e nem sei como começar a falar desse filme tão sutil, tão duro e tão lindo ao mesmo tempo! Ufa...Vou começar dizendo que eu não me lembro de ter chorado no cinema na minha vida, e olha que eu vou bastante...Claro que eu me emociono, mas não chego a chorar realmente, ontem eu chorei, chorei pelas 6.000 meninas que todo dia sofrem ao ter suas genitálias mutiladas e costuradas...Chorei pelo absurdo que isso é, chorei por perceber como as mulheres ainda são vítimas de culturas opressoras, chorei porque fiquei indiganada e me senti de mãos atadas.
Mas o Flor do Deserto não se faz só de dramas, tem comédia, tem romance, tem uma história quase impossível, dessas com cara de novela...Waris Dirie é uma menina nômade da Somália que como todas as meninas do seu país foi mutilada criança, e aos 12 anos foi dada em casamento para um senhor, para não se casar ela fugiu para capital da Somália, e depois foi mandada para Londres, onde tudo começa a mudar...Não dá pra contar..só vendo mesmo! A história é real, baseada num livro escrito por Waris..que é autora de outras livros sobre sua cultura e história.

Cenas do filme Flor do Deserto


Waris Dirie

Fica aqui a minha dica pra todos assistirem, principalmente as mulheres. E como o bloguinho aqui é focado em moda, não poderia deixar de dizer que a Waris se torna modelo, então tem bastidores de moda, tem roupas no mínimo interessantes...E é uma também modelo africana que faz o papel de Waris no filme...As duas são lindas demais!
O trailler pra dar uma vontadezinha...Aqui em BH só está passando no Unibanco e no Diamond. No Diamond vai só até o dia 29...então tem que correr!

2 comentários:

  1. Larissa's além de termos nomes parecidos parece que temos gostos também parecidos. Primeiro gostaria de parabenizá-las pelo blog. E gostaria de convidá-las a dar um parecer sobre o filme e sobre quaisquer questões que considerem pertinentes porque estou desenvolvendo na faculdade um artigo científico sobre esta cultura, seus valores, para divulgarmos e tentarmos promover algum tipo de mudança. Ainda estamos no início. www.aridezdodeserto.blogspot.com

    ResponderExcluir